MATO GROSSO DO SUL, domingo, 23 de setembro de 2018 - BOM DIA!   
 P r i n c i p a l
 I n s t i t u i ç ã o
 E s t a t u t o
 H i s t ó r i c o
 D i r e t o r i a
 C a d e i r a s
 N o t í c i a s
 I m a g e n s
 A r t i g o s
 S u p l e m e n t o
 R e v i s t a s
 W e b - M a i l
» SUPLEMENTO CULTURA DE 21/01/2017
    Texto 1 de 5
Próximo Texto

Porto Canuto e o ‘Sesquicentenário da Retirada da Laguna’

   Rubenio Marcelo

    No dia 11 de junho do corrente ano, a História de Mato Grosso do Sul [e do Brasil] rememorará o acontecimento bélico “Retirada da Laguna”, assinalando os 150 anos desse feito que marcou a luta do Exército Brasileiro e a tenacidade dos soldados imperiais na defesa do território pátrio durante a Guerra do Paraguai (1864/1870). Esta ocorrência durante conflito no oeste do país, em que se enaltece também a bravura dos povos indígenas do sul da Província de Mato Grosso, terá – conforme programação/informações – o seu sesquicentenário comemorado a partir de abril pelo Centro de Análise e Difusão do Espaço Fronteiriço (da UFMS), em parceria com a Sectei/MS e apoio do CMO, outras instituições convidadas e municípios envolvidos no episódio - Bela Vista, Jardim, Guia Lopes, Miranda, Nioaque, Aquidauana e Anastácio.
    O caminho que se percorre na recapitulação dessa retirada, de Laguna (no Paraguai) até o Porto Canuto (em Anastácio), forma trilha de 350 km de história, que a região está transformando em rota turística, com encenações e visitações de lugares considerados marcos, sendo o mais procurado o cemitério dos heróis, em Jardim. Mas o ponto culminante da Retirada da Laguna - Porto Canuto - apesar de ter recebido atenção do quartel do Batalhão Carlos Camisão, de Aquidauana, que em 1991 inaugurou monumento aos heróis, vinha sendo obscurecido pelo anonimato.
    Entretanto, em recentes visitas ao município de Anastácio [em cuja cidade fui acolhido e contemplado com o título de cidadão honorífico], tenho acompanhado o trabalho cultural do jornalista e escritor José Pedro Frazão, membro da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, que há anos vem se dedicando à história local e, com especial apreço, à Retirada da Laguna, promovendo palestras em escolas e participando de alusivos eventos em toda a região.
    Em 2011, Frazão idealizou e propôs aos poderes Executivo e Legislativo a criação da Comenda Visconde de Taunay, que é única no Brasil, tendo sido aprovada – e com ela Anastácio já homenageou diversas personalidades da cultura e da história militar, incluindo intelectuais nacionais e também da França, Uruguai, Argentina e Paraguai, assinalando a presença do município como protagonista da necessária relação histórica e diplomática a que o Brasil se propõe na promoção perpétua da paz entre os países fronteiriços e o resto do mundo.
    No ano seguinte, Frazão criou e realizou a “1ª Prova de Canoagem Retirada da Laguna” (9 km - do Porto Canuto à Prainha de Anastácio no Rio Aquidauana). E agora, recentemente, como Secretário de Cultura de Anastácio (administração que se encerrou), e sem recurso público, providenciou junto à iniciativa privada, com aporte da Fundação Portal do Pantanal, a confecção de uma bela placa indicativa – que foi afixada na entrada da Fazenda Tabapuã, BR-262, onde se situa Porto Canuto, e inaugurada em 15/12 p.p. com presença de professores e alunos dos cursos de História e Turismo da UFMS, que visitaram o porto e o monumento e ouviram palestras alusivas à Retirada da Laguna, proferidas também pelos professores Paulo Esselim e Antônio Firmino, da UFMS, e Édson N. Paim, da Fundação Portal do Pantanal. E foi com mais este feito que Anastácio e o Porto Canuto demonstraram a sua preparação para a celebração dos 150 anos do importante acontecimento.
    Finalizo, parabenizando a todos que têm envidado esforços no sentido de valorizar os relevantes fatos históricos. E felicitações especiais ao acadêmico José Pedro Frazão, que em suas ações está sempre conscientizado de que a história e a cultura são partes fundamentais do capital social ligado ao conhecimento, à educação e à mais eficiente formação do ser humano.
   

    Texto 1 de 5
Próximo Texto

Academia de Letras


Copyright Academia Sul-Mato-Grossense de Letras
Todos os direitos reservados

::Webmaster::