MATO GROSSO DO SUL, sexta-feira, 16 de novembro de 2018 - BOM DIA!   
 P r i n c i p a l
 I n s t i t u i ç ã o
 E s t a t u t o
 H i s t ó r i c o
 D i r e t o r i a
 C a d e i r a s
 N o t í c i a s
 I m a g e n s
 A r t i g o s
 S u p l e m e n t o
 R e v i s t a s
 W e b - M a i l
NOTÍCIA
(07/03/2012  14:00)
 Prefeito Fauzi, Firmino, Petrilson e Frazão

FORMANDOS DE LETRAS ESCOLHEM ACADÊMICO FRAZÃO COMO PATRONO DE TURMA

   No último sábado, 3/março, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) realizou, no Campus de Aquidauana/MS, a formatura de três turmas de acadêmicos de Letras, que colaram grau de professor nas áreas de Português/Literatura, Português/Inglês e Português/Espanhol. Os alunos homenagearam diversos professores e escolheram, por unanimidade, como patrono das turmas, o jornalista e ex-aluno de Letras do CEUA, atualmente escritor e membro da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, José Pedro Frazão.
   O escritor foi comunicado pela comissão de formatura e pelo Chefe de Cerimonial, Eduardo Botelho, tendo sido recepcionado pelo diretor da instituição, professor doutor Antônio Firmino de Oliveira Neto (na foto ao lado de Frazão, Fauzi e Petrilson).
   Com o anfiteatro Dóris Mendes Trindade lotado, a solenidade foi uma das mais bonitas e emocionou os alunos, familiares e convidados. Na mesa de autoridades, o diretor Firmino, o prefeito Fauzi Suleiman, o professor Frazão e o professor Petrilson (coordenador do curso de Letras) entregaram os diplomas, tendo o patrono professor Frazão presenteado a cada aluno com dois livros escolhidos para a especial ocasião (uma antologia da ASL e o livro de poesias Horizontes dVersos, do acadêmico Rubenio Marcelo).
   Após o discurso do orador da turma, formando Luiz Alberto Leite, e antes da fala do prefeito e do diretor, o patrono Frazão saudou as turmas com um discurso literário e objetivo, destacando a valorização da linguagem tanto na escola quanto nas demais atividades humanas; declamou de memória o soneto “Língua Portuguesa” (de Olavo Bilac) e surpreendeu os alunos com um descontraído poema de quase improviso, rimando os nomes de todos os formandos em oito estrofes de oito versos (que abaixo publicamos)*.
   A confraternização transcorreu justa e perfeita e foi encerrada com um lauto jantar no salão social da Loja Maçônica “Conquista e Integração.”
   *
   Eu vou fazer a chamada
   Dos estudantes formandos,
   Em suas áreas sagradas
   Em que estão graduando,
   Dizendo com sinceridade
   Que esta bela cidade
   Tem a Universidade
   Federal no seu comando.

   A turma de beletristas
   Português/Literatura
   Tem a alma de artista
   E muita desenvoltura
   Pra ensinar poesia,
   Verso, prosa e alegoria,
   E a língua do dia a dia
   Que enriquece a cultura.

   Outro curso fabuloso
   É o Português/Espanhol
   Que torna o aluno orgulhoso
   De aprender de sol a sol
   A bela língua de Cervantes
   Que Dom Quixote alucinante
   Disseminou aos amantes
   Como a luz do arrebol.

   Mas, o Português/Inglês,
   Que é um curso especial,
   Muito professor já fez
   Com seu valor angelical;
   Porque a língua inglesa
   É o idioma da realeza
   Que junta o mundo na mesa
   Com a sua força universal.

   Na turma de Literatura
   Tem Adiene Martins,
   Caroline, aluna segura,
   Que estuda dias afins,
   A Kênia Falcão Santana
   E ainda mais duas damas:
   Laiza e Nilva, cuja fama
   De estudar não tem mais fim.

   A turma de Inglês é forte
   Tem Ivany Auxiliadora
   E ainda mais três suportes:
   Priscila, que é professora,
   Rodrigo da Silva Cruz,
   Jairo Cardoso, uma luz,
   Que em nome de Jesus
   Completa o grupo da sorte.

   Os espanhóis são maioria:
   Têm o Altamir dos Santos,
   A Carolina Maria
   E também Fernanda Santos;
   Tem Elaine Aparecida
   Elaine Cruz – feliz da vida,
   E a Solimar, muito querida,
   Formando um grupo e tanto.

   Tem ainda Luiz Alberto,
   Que habla bem o castelhano,
   E a Patrícia de Oliveira
   Também se forma este ano;
   Completa Silvânia Vieira,
   Que é uma boa companheira,
   E Luiz Andes na esteira
   De um espanhol soberano.
   

(Do patrono José Pedro Frazão)

   Fonte: Jornal O Pantaneiro
   

 
ENVIAR NOTÍCIA
Informe os dados abaixo.
Seu Nome:
Seu E-Mail:
Destinatário:
E-mail do Destinatário:

 imprimir          

Voltar

Academia de Letras


Copyright Academia Sul-Mato-Grossense de Letras
Todos os direitos reservados

::Webmaster::