MATO GROSSO DO SUL, domingo, 23 de setembro de 2018 - BOM DIA!   
 P r i n c i p a l
 I n s t i t u i ç ã o
 E s t a t u t o
 H i s t ó r i c o
 D i r e t o r i a
 C a d e i r a s
 N o t í c i a s
 I m a g e n s
 A r t i g o s
 S u p l e m e n t o
 R e v i s t a s
 W e b - M a i l
» MEMBROS


ORLANDO ANTUNES BATISTA

   




ORLANDO ANTUNES BATISTA
Academia Sul-Mato-Grossense de Letras – Cadeira nº 12


   


    Nascido em Rancharia, Estado de São Paulo, aos 5 dias de maio de 1947, filho de Fernando Antunes Batista e Ernestina Maria das Dores.
   Professor universitário, escritor, poeta e compositor, reside na cidade de Três Lagoas (MS).
   É professor aposentado da UFMS.
   Doutor em Letras pela USP.
   Livre-Docente em Teoria Literária.
   Ensinou profissionalmente nos seguintes estabelecimentos:
   Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1975/85),
   Centro Universitário de Aquidauana,
   Universidade Federal de Goiás,
   Universidade Estadual de Goiás,
   Centro Universitário de Três Lagoas,
   Faculdade de Filosofia de Adamantina (SP),
   Faculdades Adamantinenses Integradas,
   Fundação Dracenense de Educação e Cultura e
   Universidade Católica Dom Bosco (1997/2002).
   Desempenhou vários cargos administrativos universitários, como Diretor, Coordenador de cursos, Conselheiro e outros.
   É autor de 35 obras publicadas, sendo 29 livros (dentre estes: "O Espaço da Esperança", "Jacaré Porã", "Modelagens Lingüísticas & Adaptações Textuais", "Teoria da Adaptação Textual", "Madurez no Pantanal", "A Serpente Serelepe" e "Estrela de Pã").
    Suas obras são mencionadas em referências nacional e internacional.
   É detentor de inúmeras premiações e homenagens culturais.

   Residiu por longos anos em Rancharia, na Rua Padre Paulo, número 29, Vila Martins.
   Fez seus estudos primários em Rancharia no Grupo Escolar José Lucant e Instituto de Educação D. Antônio José dos Santos.
   Posteriormente, ingressou no Curso de Letras da antiga Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Assis, sendo Bolsista da Prefeitura Municipal de Rancharia entre 1979 e 1974. Em 1974 foi admitido na Universidade Estadual de Mato Grosso e foi residir em Aquidauana. Com a divisão do Estado, a Universidade passou a se denominar Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Venceu o I Concurso Literário de Mato Grosso do Sul, recebendo o Prêmio Arnaldo Estevão de Figueiredo. Entre 1979 e 1982 fez o Curso de Pós-Graduação na Universidade de São Paulo, onde recebeu o título de Doutor. Depois, em 1985, transferiu-se para a Universidade Federal de Goiás, onde residiu em Goiânia até 1988. Nesse período obteve o título de Professor Livre-Docente em Teoria Literária. Retornou, depois, para a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul em 1988, passando a residir em Três Lagoas.
   Foi agraciado com Prêmios pela Fundação Cultural de Brasília, em 1984 e 1986, por compor obras destinadas à divulgação do Pantanal: Madurez do Pantanal (Lírica) e Jacaré-Porã (Literatura Infanto-Juvenil); Pantim na terra do nunca mais (Literatura Infantil). Venceu, ainda, dois concursos literários em 1989 e promovidos pela Academia Brasileira de Letras: Prêmio Silvio Romero (Crítica Literária) e Monteiro Lobato (Literatura Infanto-Juvenil)
   A partir de 1998 passou a integrar as Faculdades Adamantinenses Integradas-FAI, tendo publicado as seguintes obras: Formação do leitor e construção do imaginário textual (Formação do leitor); Problemas lingüísticos no discurso científico (Teoria da Ciência); Saberes para a educação do futuro (Formação do leitor).
   É especialista na Área de Formação de leitores, tendo iniciado sua carreira de pesquisador com as seguintes obras: Modelagens lingüísticas e adaptações textuais (Teoria da Literatura Infanto-Juvenil) e Teoria da adaptação textual (Teoria do texto), editadas quando ainda era professor na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.
   Na área da Lírica publicou as seguintes obras: O espaço da esperança; Madurez no Pantanal, Magnópio, Estrela de Pã, Verão da Salamandra, Torre de Babel e, em 2006, Estrela de Fogo.
    Na área da Crítica Literária escreveu o livro Lodo & Ludo em Manoel de Barros. Tem publicado textos em diversas revistas especializadas. Pertence ao Conselho Editorial da Revista Omnia, pertencente às Faculdades Admantinenses Integradas-FAI.
   Foi o coordenador do Projeto de Implantação do Curso de Mestrado em Letras da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, situado em Três Lagoas.
   É autor da Letra do Hino de Anastácio, Município do Estado de Mato Grosso do Sul. Está citado no Dicionário Brasileiro de Literatura Infanto-Juvenil, de autoria da Profa. Dra. Nelly Novaes Coelho por atuar no referido campo literário.
   Pertence também à Academia de Letras e Ciências de São Lourenço, Estado de Minas Gerais, ocupando a Cadeira nº. 21.
   Na qualidade de pesquisador na Área de Formação do leitor tem preparado para publicação diversas obras. Desenvolveu um método para leitura de livros de poemas, publicado no Boletim Confluência, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, em1995.
    O autor possui um site denominado de Casa da Linguagem.

   Concorreu e foi eleito - em 16 de maio de 2006 - para a Academia Sul-Mato-Grossense de Letras (Cadeira nº 12).

   Tomou posse solene no dia 18 de agosto/2006, e foi recepcionado em discurso, na ocasião, pelo acadêmico José Pedro Frazão.

   A Cadeira 12 da ASL pertenceu anteriormente ao saudoso acadêmico Julio Alfredo Guimarães.

   

 
Voltar

Academia de Letras


Copyright Academia Sul-Mato-Grossense de Letras
Todos os direitos reservados

::Webmaster::